O que é Prudência?

                                          PARTE II

por Maristela Porto

Nas Parábolas há uma máxima: Jesus disse – a prudência seria como o homem sensato que construiu sua casa sobre a rocha e com as chuvas sua casa permanece intacta.

O homem insensato é o que constrói sua casa na areia e com a chuva ela ruiu…a se pensar!

E as serpentes como símbolo de prudência?

A serpente é considerada traiçoeira e sem nenhum sentido positivo e leva ao sentido de sedução.

A serpente está representando a sedução de Eva onde se liga a cultura androcêntrica e antifeminista até os dias de hoje.

Serpente e demônios combatidos na mulher. Mas, há a serpente e a pomba.

Na mitologia grega a pomba é o animal simbólico de Afrodite (deusa da beleza) e teologicamente falando é o Espírito. Jesus falou então o animal da terra e o Espírito em unicidade? A mitologia ainda fala da serpente contendo o símbolo do Si na cabeça e que seria representante de uma divindade chamada Mag.

No oriente a serpente é símbolo de sabedoria (SI, self).

Quando como mão terra desempenha o papel negativo que representa a força estimulante que impede a força do desenvolvimento. São então, os dois sentidos ambivalência em sentido negativo e sentido positivo.

Jung chama a esse valor de símbolo primitivo ambivalente e diz que essas imagens estão na alma de todos os homens, pois são precipitações de experiências psíquicas em situações humanas. È para se pensar o que Jesus diz a seguir: Um homem bom tira o bem do tesouro do seu coração assim como o homem mau tira o mal do seu coração.

É fácil entender que a serpente aqui representa os arquétipos “bons ou maus” da alma humana.

A imagem e o olhar em conjunto da serpente e da pomba no Oriente, misturam o inconsciente coletivo sobre a imagem do homem sobre a mulher.

 

#e-o-mal-que-vem-de-dentro, #nag, #o-bom-e-o-que-tem-no-seu-coracao, #serpentes-e-pombas